locações

Crew3

Moçambique oferece-lhe uma diversidade enorme de espaços e paisagens naturais únicos no mundo. Com uma costa de cerca de 2.470 Km e uma área de 801.590 quilómetros quadrados, preenchidos com praias, montanhas, florestas, pequenas vilas e grandes cidades. A sua população atinge hoje um número muito perto dos 24 milhões e é composta por uma mistura de raças, etnias e culturas onde o Português é a língua nacional.

090415 214copy

Moçambique situa-se na costa Sudeste de África e faz fronteira com a África do Sul e Suazilândia a Sul e a Sudoeste, com o Zimbabwe a Oeste, a Zâmbia e o Malawi a Noroeste, e com a Tanzânia a Norte, sendo a costa Leste banhada pelo oceano Índico que, através do Canal de Moçambique, o separa da ilha de Madagáscar. 

ColonialBdg20

O rio Zambeze, o maior rio do país, divide Moçambique ao meio, constituindo uma autêntica fronteira natural entre as duas regiões geográficas distintas que existem no país: a região Norte, de terras altas, com solos férteis e onde  maior concentração florestal; e a região Sul, de terras baixas e com solos mais pobres, com uma paisagem caracterizada pela existência de savanas.

Beach4

CLIMA

O clima de Moçambique é tropical húmido, com uma estação húmida entre Novembro e Março e uma estação seca de Abril a Outubro. Estas estações variam a sua intensidade conforme a altitude. A região Norte é mais húmida que a do Sul pelas influência das monções vindas do oceano Índico e que atingem com maior incidência a costa norte. A costa sul está de certa forma protegida pela barreira geográfica constituída pelas ilha de Madagáscar.

FAUNA

Moçambique é rico em fauna e flora, terrestre e marítima. A orografia e o clima determinam três tipos de vegetação: floresta densa nas terras altas do Norte e Centro do País, floresta aberta e savana no Sul e, na zona costeira, os mangais. Estes ecossistemas constituem o habitat de espécies selvagens como elefantes, leões, leopardos, chitas, hipopótamos, antílopes, tartarugas, macacos e grande número de aves. A esta riqueza associam-se belas paisagens, quer nas zonas altas, quer nas zonas costeiras.

Para possibilitar aos visitantes uma vivência com esta riqueza, estão em recuperação parques, como o parque Nacional de Gorongosa que foi um dos melhores de África, este parque é um tesouro de Moçambique que proporciona benefícios ambientais, educacionais, estéticos, recreativos e económicos a toda a humanidade.

O parque está localizado na província de Sofala numa área de 3.770km2, no extremo sul do grande vale do Rift da África Oriental. A exuberância paisagística e a particularidade da fauna bravia deste Parque tornam-no num perfeito destino turístico quer para quem procura aventura quer para quem procura o lazer. Destacando-se ainda as reserva de Maputo, rica em elefantes, a de Marromeu na foz do Zambeze onde predomina o búfalo, e reservas parciais como a de Gilé e a do Niassa respectivamente a nordeste de Quelimane e nas margens do rio Rovuma. Também no parque da reserva natural de Bazaruto se podem avistar aves exóticas, recifes de corais e espécies marinhas protegidas como dugongos, golfinhos e tartarugas marinhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *