Open Doors – Festival de Cinema de Locarno

Realizou-se de 6 a 16 de Agosto o Festival de Cinema de Locarno, um dos mais importantes do mundo. No programa OPEN DOORS foram apresentados 12 projectos em desenvolvimento que se candidatar dessa forma a um apoio a ser concedido em jeito de premiação.

Foram 4 os projectos de expressão portuguesa sendo que 3 deles eram de Moçambique. Licínio Azevedo com o filme “Comboio de Sal e Açúcar”  (longa de Ficção), Sol Carvalho com “Coração e Lume” (longa de Ficção) e Inadelsso Cossa com “Kula“, Uma Memória em 3 Actos” (Documentário)  foram os candidatos Moçambicanos e Zezé Gamboa com “Aleluia” (longa de Ficção) veio de Angola.

Os projectos premiados foram “Comboio de Sal e Açúcar” (Licínio Azevedo, Moçambique), “I’m Not a Witch” (Rungano Nyoni, Zambia) e “Faraway Friends” (Theboho Edkins, Lesoto).

Sessão de Abertura do Festival de Cinema de Locarno
Sessão de Abertura do Festival de Cinema de Locarno
Licínio Azevedo, Realizador, no palco do Festival de Cinema de Locarno
Licínio Azevedo, Realizador, no palco do Festival de Cinema de Locarno
Participantes ao programa Open Doors no Red Carpet do Festival de Cinema de Locarno
Participantes ao programa Open Doors no Red Carpet do Festival de Cinema de Locarno
Sol Carvalho (Moçambique), Zézé Gamboa (Angola) e Pedro Bento (Portugal) no intervalo de uma sessão.
Sol Carvalho (Moçambique), Zézé Gamboa (Angola) e Pedro Bento (Portugal) no intervalo de uma sessão.
João Ribeiro e Sol Carvalho (Moçambique, longa "Coração e Lume") em sessões de pitching no Open Doors Club.
João Ribeiro e Sol Carvalho (Moçambique, longa “Coração e Lume”) em sessões de pitching no Open Doors Club.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *